Arquivo mensal: abril 2014

Como foi: Mente e corpo em equilíbrio. Os benefícios no ensino e aprendizado

Márcia Benites apresentou na palestra “Mente e corpo em equilíbrio: os benefícios no ensino e aprendizado” técnicas de meditação que podem ser utilizadas em sala de aula ou em casa para relaxamento e foco mental. Márcia trouxe conceitos de Yoga com música, aromas e práticas de meditação. Transcrevemos alguns trechos da apresentação. Saiba como foi!

Márcia Benites em palestra sobre "Meditação, ensino e aprendizado" na UTFPR.
Márcia Benites em palestra sobre “Meditação, ensino e aprendizado” na UTFPR.

O que é Yoga?

“A palavra Yoga significa união. O que seria essa união? União da nossa percepção dual da realidade.”

“Os iogues de antigamente perceberam a conexão entre o corpo e a mente, como trabalhar o corpo através da mente e vice-versa, assim surgiram as técnicas do Yoga.”

“A meditação é uma forma de se aprender a lidar com a própria mente. Mas no Yoga existe um trabalho com o corpo, principalmente no Hata Yoga, em que você precisa trabalhar o corpo pra conseguir perceber coisas que antes não percebia porque  a mente estava muito agitada.”

“[…] o yoga trabalha muito com a tecnologia do som, os mantras, que são na verdade vibrações que interferem no nosso campo eletromagnético, no nosso campo sutil e potencializam os efeitos da meditação.”

“[…] a vibração que a gente está produzindo através da fala, entra novamente dentro do nosso corpo através dos ouvidos, a concentração nesse som tem um poder muito forte.”

Yoga no Ocidente

“[…] no Ocidente em certo momento deixou de se ver a ligação entre corpo e mente. Estamos tão ligados nos processos intelectuais que deixamos de perceber que o que colocamos dentro do no nosso corpo (alimentos) vai interferir no funcionamento da mente.”

“Fortalecimento muscular, alongamento…tudo isso é consequência de uma prática consciente e consistente, é só a ponta do iceberg. O que está acontecendo embaixo disso é muito mais profundo. As pessoas vão perceber mudanças externas em você, mas é porque internamente você estará mudando padrões mentais que estavam há muito tempo enraizados.”

Atenção, foco e excesso de informação

“Quando a nossa mente está muito agitada, não percebemos o que está a nossa frente, o óbvio. Hoje em dia temos excesso de informação e nós recebemos não só pela visão ou audição, recebemos através dos 5 sentidos. Não é só o que você está vendo através da tela do computador, aquele material que você está lendo; ouvidos, olfato e tato estão captando outras informações e tudo isso interfere no seu corpo e nos seus processos mentais.”

Quais as conseqüências do excesso de informações?

“Com o tempo este excesso esgota o sistema físico e energético. O que precisamos aprender é limpar pra que a gente dê conta das nossas atividades no dia-a-dia. A doença nada mais é que um sistema esgotado.”

“[…] o excesso de toxinas não só desenvolve doenças, mas também vai embotar a mente. Uma mente embotada é quando você quer prestar atenção na aula e parece que o professor está rodando na sua frente ou quer se concentrar pra ler um livro e parece que as letras estão girando. É a mente que já não está clara e isso acontece pelo excesso de toxinas que estão no corpo físico e precisamos ter consciência que é preciso limpa-lo. Assim como escovar os dentes faz parte da nossa higiene diária, limpar a mente e o corpo físico de forma mais profunda é fundamental.”

“Não adianta a gente continuar estudando, indo atrás de conhecimento e informação, se você não consegue reter informação e a memória já não funciona tão bem.”

Prática: respiração alternada

“Perceber a conexão entre a respiração e a mente é essencial para perceber melhor seu estado mental.

O ritmo da respiração é um indicador de mente agitada ou tranquila.”

“Ao longo do dia sempre vai oscilar, as vezes o ar flui melhor na narina esquerda, as vezes pela narina direita, dificilmente nas duas. O equilíbrio do fluxo energético das duas narinas é importante porque a narina esquerda leva prana (bioenergia) e oxigênio para o hemisfério direito do cérebro, enquanto que a narina direita leva prana e oxigênio para o hemisfério esquerdo.

Equilibrar esse fluxo significa mais oxigênio para o cérebro e melhor assimilação de informações.”

“Leve o polegar direito na narina direita; inspire pela narina esquerda. Alterne colocando o indicador na narina esquerda e expire pela narina direita. Inspirando pela esquerda e exalando pela direita; inspirando pela direita e exalando pela esquerda. Ao iniciar inspirando com a narina esquerda, se termina exalando por ela.”

“Durante a prática, feche os olhos tentando sentir o ar passar pelas narinas. Procure relaxar ombros e cotovelos, voltando sua atenção para a sensação do ar passando pelas narinas.”

“Também é possível observar o que passa na sua mente. Nossa mente é como um rio de água corrente, que não pára […] e é possível perceber que

você não é seus pensamentos, você não é este fluxo incessante de emoções, mas a Consciência que observa os pensamentos e as emoções. Respirar de maneira consciente traz esta percepção.”

“Quanto mais se pratica, mais seu corpo recebe essa regulação do fluxo energético e mais rápido seu corpo responde. Há uma mudança química no corpo que desencadeia transformações nos padrões de pensamento.”

3 a 5 minutos desse exercício por dia pode mudar significativamente a qualidade da atenção e percepção ao longo das atividades diárias.

Além deste exercício, a Márcia também proporcionou um desafio: uma prática de meditação de 11 minutos chamada Kirtan Kriya, que estimula memória e raciocínio de maneira simples. Faz parte desta meditação o mantra SA TA NA MA (significando respectivamente “Infinito”, “vida”,  “morte” e “renascimento”).

Carolina Daros, Ana França, Márcia Benites e Fabiana Moro.
Carolina Daros, Ana França, Márcia Benites e Fabiana Moro. Foto: Ana Paula Cantelli.

Sugestões de leitura:

DHARMA Singh Khalsa, MD. Longevidade do Cérebro. Editora Objetiva: Rio de Janeiro, 1997
DHARMA Singh Khalsa, MD; STAUTH, Cameron. Meditation as Medicine. Atria Paperback: New York, 2001.
FLANK, Micheline; COULON, Jacques de. Yoga na educação.Comunidade do Saber, 2008.
Harijot Kaur Khalsa. Praana Praanee Praanayam. Kundalini Research Institute: Santa Cruz, 2009.
HERMÓGENES. Autoperfeição com Hatha Yoga. Editora Nova era: 2010.
HERMÓGENES. Yoga para nervosos. BestSeller: Rio de Janeiro, 2013.

Links

Blog sobre Kundalini Yoga: http://kundalinicuritiba.blogspot.com.br/
Time do Yogahttp://timedoyoga.wordpress.com/

Grupo de Estudo e Prática de Meditação Técnica do Kundalini Yoga como foi ensinado por Yogi Bhajan

Dia: todas as quartas
Horário: 17h15 até 18h30
Local: IFPR , João Negrão, 1285 (ao lado dos Correios)
Contribuição: 1 kg de alimento
Inscrição: pelo e-mail timedoyoga@gmail.com

Escola de Yoga Arjavam

Rua Prudente de Moraes, 327 – Mercês
facebook
(41) 9885- 7224 

Anúncios

Mente e corpo em equilíbrio: os benefícios no ensino e aprendizado

15/04 . 19h30

Resumo desta palestra: Conheça técnicas de meditação que podem ser utilizadas em sala de aula ou em casa para relaxamento e foco mental.
Confira o evento no facebook
Confira como foi

Data e horário
15 de abril, terça-feira
19h30
Duração: 1h30

Local
miniauditório da UTFPR
Av. Sete de Setembro, 3165 – Rebouças
mapa

O evento é gratuito e aberto ao público. Para efetivar sua inscrição preencha este formulário.

Sobre a palestra
Nesta conversa com Marcia Benites, você vai conhecer:

  • O que é yoga, diferentes métodos e por que funciona de forma tão eficiente.
  • Exemplos de como utilizar técnicas em sala de aula para relaxamento e desenvolvimento de foco mental.
  • A importância da prática de meditação como ferramenta para autoconhecimento, melhorando o relacionamento interpessoal e consigo mesmo.
  • Exercícios simples que ajudam no relaxamento físico e mental que podem ser praticados em casa ou em sala de aula.

Márcia Benites
Especialista em Psicologia Transpessoal pela Faculdades Integradas Espírita (FIES), educadora e instrutora de Hatha Yoga, Meditação e Kundalini Yoga, formada pelo Instituto Nanak, credenciado pelo Kundalini Research Institute (KRI) com sede em Los Angeles.